google-site-verification=WrUHteEqmPJj8OPTtZROgwoAyjizNWq5SG0QNqkHRK4
 
  • Chef Valéria Germano

Como descobrir o melhor nicho da confeitaria para se trabalhar

Você gosta de confeitaria?


Está precisando de uma renda extra e pensou na confeitaria?


Pensa em trabalhar com confeitaria, mas ainda não sabe o que fazer?


Nestes tempos difíceis, com muita gente perdendo o emprego, a confeitaria é uma das primeiras ideias que surgem quando pensamos em uma renda extra.

Até quem está pensando em mudar de ramo vê na confeitaria uma boa opção para novos empreendimentos.

E isso não é à toa!


A confeitaria é um dos ramos mais promissores dentro da gastronomia.


Além disso, você pode começar a trabalhar em sua própria cozinha!


Enquanto vai estudando e se aperfeiçoando vai conquistando sua clientela.


Quando sentir que tem conhecimento suficiente para ter segurança no trabalho e tiver conquistado uma carteira de clientes você está pronta para se tornar uma confeiteira profissional!


Mas a confeitaria é tão vasta!


Continue lendo para saber como descobrir em que nicho trabalhar.

Como escolher com o que trabalhar?


Existem vários nichos dentro da confeitaria e é quase impossível ser especialista em todos eles;


Então, se você quer entregar um bom produto para seu cliente, o ideal é que você escolha um nicho para se especializar.


Mas fique atenta ao seu mercado!


Se você mora em cidade grande pode se especializar em um produto específico porque este público está habituado a comprar com profissionais especializados.


Assim, em cidades grandes, é normal ter profissionais que só fazem bem-casados, outros só fazem bolos, outros só fazem docinhos, por exemplo.


Cidades pequenas, normalmente, tem outro tipo de público.


Quem vai se casar quer comprar todos os produtos de confeitaria em um único lugar.


Assim, as pessoas procuram uma confeiteira de confiança e contratam o bolo, os docinhos, os bem-casados e, às vezes, até as lembrancinhas de padrinhos.


Neste caso você deve se especializar em um segmento de mercado, como eventos sociais, por exemplo.


Além de estudar sobre confeitaria você também deve ser especialista no atendimento deste público.


Isto inclui degustações, embalagens, arrumação de mesa, e, em alguns lugares, até a louça e expositores para a mesa.


Quais são os nichos da confeitaria?


Dentro da confeitaria existem vários nichos grandes nos quais você pode se especializar e, se for do seu interesse e do seu público, você pode se especializar em subnichos.


Por exemplo: dentro do nicho de bolos você tem os subnichos de bolos de casamento, bolos artísticos, bolos caseiros, bolos no pote, naked cakes, bolos esculpidos, enfim, uma infinidade.


Mas vamos falar sobre os grandes nichos.


Só para citar alguns temos:


  • Doces finos

Normalmente são servidos em eventos sociais como casamentos, aniversários de 15 anos, bodas, chás de bebê, despedidas de solteiro ou chá de panela.


Podem também ser usados como lembrancinhas para padrinhos ou embalados para presente.


  • Bolos

Quase todos os eventos precisam de um bolo, seja em uma simples reunião familiar até um casamento enorme, com muitos convidados.


Todos esperam pelo bolo no final da festa.


  • Lembrancinhas

As lembrancinhas comestíveis estão em alta!


Afinal, as lembrancinhas tradicionais acabam sendo descartadas com o tempo e as lembrancinhas comestíveis serão saboreadas no máximo no dia seguinte ao dia da festa.


Ao receber uma lembrancinha comestível a pessoa terá sempre em sua memória aquele sabor, aquela experiência de comer algo tão bom.


Além de poderem ser entregues junto com outros tipos de lembrancinhas.


São comuns lembrancinhas para padrinhos de casamento ou de batizado, lembrancinhas para os convidados, lembrancinhas de recém-nascidos.


Usar doces para lembrancinhas exige um doce que será uma verdadeira experiência ao ser saboreado e uma embalagem adequada ao momento.


É muito importante que seja realmente uma lembrança, se possível, que possa ser experienciada como os cinco sentidos.


Por isso a importância de se apresentar um produto de extrema qualidade em uma embalagem impecável.


Também não podemos esquecer as lembrancinhas corporativas que as empresas costumam oferecer para seus clientes e fornecedores para comemorar alguma data especial ou em algum evento corporativo.


  • Chocolates

Chocolates podem ser usados de várias formas e para várias finalidades.


Você pode fazer barrinhas simples ou com castanhas, especiarias, frutas, línguas de gato, bombons, trufas, bolos e tortas.


Pode ser usado como sobremesa, como lembrancinha, para presentear, em eventos sociais e corporativos;


  • Confeitaria artística

Aqui entram as modelagens com pasta americana, com chocolate, com açúcar, como as flores de açúcar.


Também temos as pinturas em chocolate e os bolos esculpidos.


Você sempre terá um produto único, pois o produto final dependerá da sua habilidade, conhecimento técnico e criatividade.


  • Confeitaria funcional

A confeitaria funcional está em alta, tanto para as pessoas que possuem algum tipo de restrição alimentar como para as pessoas que desejam uma alimentação mais saudável.


A confeitaria funcional tem como proposta produzir doces saborosos, bonitos e bem apresentados sem a utilização de ingredientes e procedimentos considerados prejudiciais à saúde.


Seu objetivo principal é usar em suas receitas ingredientes com propriedades que tragam algum benefício à saúde além de suas funções básicas.


Para trabalhar com este tipo de confeitaria é muito importante entender o funcionamento de cada ingrediente na receita para que você consiga o produto final que deseja.


Além disso, é importante você saber manipular cada ingrediente para preservar e maximizar seus efeitos fisiológicos e metabólicos benéficos ao organismo.


  • Sobremesas

Com a vida corrida que todos temos, as pessoas estão preferindo encomendar à fazer sobremesas.


São sobremesas para almoços familiares, reuniões na empresa ou com amigos, ou simplesmente para compartilhar com a família.


Você pode fazer bolos, tortas, pudins, flans, pavês e mousses.


São normalmente doces grandes, que podem ser partilhados para serem servidos empratados.


  • Doces empratados

Você pode ser especialista em empratamento de doces e elevar qualquer doce a uma categoria superior simplesmente com um empratamento perfeito.


Afinal nós começamos a comer “pelos olhos”.


Você pode ter, por exemplo, uma confeitaria que só sirva doces empratados.


  • Biscoitos e bolachas

Qual a diferença entre biscoito e bolacha?


As bolachas costumam ser secas e ter um formato plano.


Os biscoitos podem ser secos ou úmidos, e possuem um formato arredondado, como cookies, por exemplo.


Podem ser feitos de diversos sabores e formatos.


Podem ser vendidos em potes, embalados em saquinhos, a granel.


Podem também servir como lembrancinhas embalados em saquinhos.



Com todos estes nichos, como escolher o melhor para você?


Para escolher é fundamental prestar atenção a estes quatro pontos:


1. Ter habilidade


Escolha o que você tem habilidade para fazer, aquilo que você se sente bem fazendo.


De nada adianta você querer fazer confeitaria artística se você não consegue esculpir bem um bolo ou modelar em pasta americana.



2. Paixão


Quando se tem paixão pelo que se faz tudo flui melhor.


Você terá vontade de aprender mais sobre este assunto e a qualidade do que você faz ficará melhor a cada dia.


A paixão é o motor que nos move para frente, que nos faz querer aprender cada vez mais, que nos faz querer ser o melhor naquilo que fazemos.



3. Demanda


Existe procura para o que você está fazendo?


Seu público pagará pelo seu produto?


Não adianta você oferecer um produto caro e sofisticado se não há procura por aquele produto ou seu público não está disposto a pagar por ele.



4. Concorrência


Tem muita gente fazendo o que quero fazer?


Se tem muita gente fazendo é sinal que vende bem.


Também é sinal que você deve fazer melhor que os outros para se diferenciar da concorrência.



Dicas da Chef


Observando os quatro pontos acima pergunte-se:

  • Qual nicho tenho mais afinidade?

  • Consigo trabalhar com a estrutura que tenho ou sem fazer grandes mudanças?

  • Meus clientes ou futuros clientes estão dispostos a pagar pelo meu produto?

Escolheu seu nicho?


Estude, estude, estude e pratique todos os dias!


Gostou deste artigo?


Compartilhe com quem você sabe que gosta de confeitaria.


Bjs,


Chef Valéria Germano.


0 visualização0 comentário